Vamos falar de riqueza?

Por que a fala do (des) ministro do meio ambiente é grave? (a de “passar a boiada” e aprovar normas infralegais contra o meio ambiente e “dar de baciada)

Porque, além dele estar agindo contra a própria pasta (que se não me engano caracteriza como desvio de finalidade do cargo que ocupa), a fala dele visa destruir – e não proteger – a maior riqueza que nosso país tem: a biodiversidade.

Hetaerina brightwelli
(Fonte: Museu Nacionalhttps://www.flickr.com/photos/aparisepinto/24282329131/)

Dentro da economia clássica são definidos 3 fatores de produção principais: trabalho, terra e capital. Fatores de produção são os recursos fundamentais para o processo produtivo, ou seja, para se produzir qualquer coisa e “movimentar a economia”. O trabalho significa nós, seres humanos, e a energia que colocamos no processo produtivo. A terra é uma aproximação para todos os recursos (ou fatores) naturais, incluindo o solo, água, animais, plantas. E capital expressa a infraestrutura necessária para tudo acontecer, como máquinas, instalações e equipamentos.

Capital também pode ser entendido como estoque, que possui um valor agregado, que pode ser estimado em um determinado ponto do tempo. É nesse ponto que muitos se complicam, porque pensam que capital é só monetário, din-din, bufunfa, money! Mas, não. Temos o capital intelectual, capital humano, capital social e o capital natural, que podem ser valorados em termos monetários.

*Giphy

Isso significa que, além de a natureza em si (ecossistemas* – meio físico + meio biótico) fornecer bens e serviços para o processo produtivo (como fator de produção) ela também tem valor agregado em estoque (capital natural).

Portano, é possível pensar que o país que possui, na maior parte do seu território, não só seus ecossistemas protegidos, mas também diversificados, possuem maior riqueza em estoque. E veja, o Brasil foi considerado um dos 5 países DO MUNDO, que contém 70% dos seus ecossistemas intacto, em 2019.

Quer dizer então que o país é um dos 5 países mais ricos do mundo? Em termos de capital natural, sim!

*Giphy

Só que, desde 2019, quando o governo mudou sua estratégia na política ambiental (e na política como um todo), tivemos o maior recorde em desmatamento em um dos ecossistemas cotados como o mais bem protegido do mundo: a Amazônia; e o segundo mais diverso do país: o Cerrado. Detalhe: 99% do desmatamento foi ilegal. O que ilustra o descaso, e o possível desmonte, com a execução das políticas ambientais brasileiras.

Ao invés de termos um comprometimento brasileiro no cumprimento de suas normas, vemos o comportamento contrário, vindo de um ministro – agente público e advogado, diga-se de passagem- que deveria primar pelo cumprimento das Leis. Afinal, ele está lá para isso. Só que não vimos isso acontecer desde sua posse.

Por isso, tudo o que está acontecendo é muito grave para o país. Estamos perdendo a nossa maior riqueza e estamos vendo – e deixando – isso acontecer.

*Ecossistemas podem ser definidos como o conjunto de tudo o que é vivo (meio biótico) em um determinado local e tempo com tudo o que contribui para a vida (meio físico), como temperatura, umidade, atmosfera, minerais, luz solar incidente. Tudo o que está dentro de um ecossistema pode ser considerado recursos naturais renováveis (água, madeira, alimento, microbiota, luz solar) e não-renováveis (minerais, solo). Tudo isso é tido como capital natural.

Publicado por Carol Bernardo

Sou a Carol. Também sou bióloga, ecóloga e economista, bailarina, mãe de duas cãs, professora universitária, pesquisadora por paixão, vascaína por opção, carioca de nascimento, brasiliense de coração e escritora nas horas vagas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: