Do mental para o manual


Não sei se vocês sabem, mas eu avancei bastante nos meus estudos acadêmicos. Fiz graduação em Biologia, mestrado em Ecologia e doutorado em Economia. Sim, sou Doutora! 😉🤓

Inclusive essa primeira foto minha é durante a apresentação de um trabalho do doutorado em um Congresso. Foi o primeiro trabalho que apresentei oralmente em Economia. Estava super hiper nervosa! Sentindo muita insegurança, mas fui assim mesmo!

Tá com medo? Vai com medo mesmo, mas VAI! Este é o meu lema.

Apesar de ser bem mental, nunca abandonei minhas habilidades manuais. E acho que o fato de eu gostar de fazer artesanato (desde criança) e de criar me ajudaram durante toda a minha vida acadêmia. Especialmente para não surtar de vez!

Aprendi a fazer crochê e tricô com uns 9 anos de idade. Mamis me ensinou. Mas não só isso que eu fazia.

*Giphy

Sempre fui curiosa e mexi muito com papel, cores, colas, miçangas… fazia porta-retratos de papelão, bijuterias e cestos com jornal, bijuterias com miçangas, macramê, fuxico. Gostava de criar e aprender coisas novas. Sempre fui assim. E aprendia, na grande maioria das vezes, vendo outras pessoas fazerem ou por meio de revistas sobre o assunto. Na época que comecei a fazer tudo isso não tinha internet (do jeito que é hoje!) para ajudar. Tinha que comprar revistas sobre artesanato para conhecer novas técnicas.

E foi essa curiosidade e a vontade de fazer algo prático para mudar o nosso comportamento e o meio ambiente que comecei a pesquisar sobre as soluções para o plástico, especialmente o pvc. Cheguei até o pano encerado (segunda foto minha no topo da página).

Pesquisei um monte, como uma boa cientista. E ainda faço isso hoje! Testei um monte também! Até que consegui chegar a uma fórmula e método viáveis de serem replicados, com alguns ajustes aqui e ali.

Como o dom de ensinar é forte em mim desde criança, decidi ensinar tudo o que eu aprendi e compilei em um curso online para todes terem acesso. Se tivesse algum curso disponível que agregasse tudo em um único espaço, sem eu precisar gastar tantos dinheiros e tanto material, eu faria na hora!

Mas, não me arrependo de nada! Faria tudo de novo, porque faz parte da minha essência, de quem eu sou e me tornei.

Publicado por Carol Bernardo

Sou a Carol. Também sou bióloga, ecóloga e economista, bailarina, mãe de duas cãs, professora universitária, pesquisadora por paixão, vascaína por opção, carioca de nascimento, brasiliense de coração e escritora nas horas vagas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: